Os milhões da BBC

É frequente ouvir referências ao exemplo da BBC para se dizer como deveria ser a RTP. Até que nem seria nada mau podermos ter um serviço público de rádio e televisão com a capacidade e o potencial da BBC. Mas a realidade aconselha a que tenhamos os pés bem assentes na terra.
Vem isto a propósito da revelação feita esta quarta-feira (19 de Julho), pela própria BBC, e por imposição do Governo, dos salários das suas principais figuras e dirigentes. Ficámos a saber que Chris Evans, o animador das manhãs da rádio BBC 2, recebe por ano 2,2 milhões de libras (cerca de 2,48 milhões de euros – sim, não há erro, recebe 2,48 milhões de euros por ano). Recebe cinco vezes o que chega à conta do próprio director-geral da BBC, Tony Hall. A outra (única) pessoa do grupo BBC a receber mais de um milhão de libras por ano é o antigo futebolista Gary Lineker (recebe 1,75 milhões de libras por ano).
Dito isto, perguntar-se-á: e o dinheiro é tudo? Não, não é! E não será possível fazer bem mesmo tendo menos dinheiro? Sim, é! Mas, calma, muita calma. Porque não havendo ovos não há mesmo omelete.
E quando alguém quiser exigir à RTP algo semelhante ao que é produzido pela BBC, seja rádio ou televisão, talvez seja melhor ver como é formada e como trabalha uma equipa de reportagem da BBC, por exemplo, em zonas de conflito. Depois, podem dizer o que quiserem.
Já agora, a BBC revelou os salários de quem lá trabalha por imposição do Governo conservador. A Ministra da Cultura britânica argumentou que esta divulgação permite à BBC ficar alinhada com a exigência de transparência imposta aos serviços públicos. A transparência é sempre bem-vinda, mas num mercado como o do audiovisual em que o serviço público concorre com empresas privadas, a divulgação feita apenas favorece os privados – porque ficam com essa informação – que não estão obrigados à mesma divulgação de salários das suas vedetas. Ou seja, transparência, mas pouco. Só do lado do serviço público. Nada que se pareça com concorrência desleal, pois não?
PS – não estou a defender as “vedetas” da RTP, era o que faltava. Nem estou a queixar-me de nada. Só para que não fiquem dúvidas.
Pinhal Novo, 20 de Julho de 2017

josé manuel rosendo

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s